Tag Archives: desfile

Sobre se conhecer + Desfile lindo da C’N’C

Sabe, as vezes gosto bem de juntar o que vejo, leio e coisas que eu gosto e juntar tudo num só, foi mais ou menos isso que fiz no post de hoje.

Se tem um blog que quando li de primeira me apaixonei foi o Sanduiche de Algodão, comandado pela fofa da Helô Gomes. Então, dia desses passeando pela nova organização do blog, cliquei em uma página e terminei lendo um post que eu já havia lido antes, que falava sobre se conhecer, avaliar seu estilo e não sair comprando coisa desenfreadamente (essa última adição minha), porque acho realmente interessante ter uma consciência legal daquilo que mais te agrada e uni isso a um dos desfiles da semana de moda de Milão que me deixou lerda até agora.

Short, tubinho de couro, transparência e tudo àquilo que eu gosto.

Vou confessar que a C’N’C Costume National era uma marca que eu ainda não conhecia e amei passar a conhecer. A proposta trazida pela marca era de um verão com peças minimalistas e com cortes retos e que tivessem uma pegada mais esportista – e no fundo no fundo, achei um toque mais sexy no meio de toda a sobriedade proposta – o que eu gostei bastante. Carol deixe de ser louca, você começa a falar de estilo, agora vem falar de tendência, desfile, como é isso¿ Antes que alguém me chame de louca, o que eu queria dizer sobre a questão de se conhecer é isso: sabe quando a gente vê uma peça bate o olho e pronto¿ Acho que o que estou querendo falar é basicamente isso, sobre o saber o que te agrada, o que cai bem em você. Eu, uma adolescente inconstante de 15 – quase 16 anos – posso não ser a pessoa mais entendida do mundo, mas  já posso dizer que tenho uma certa noção do que me cai bem e do estilo que mais é “a minha cara”.

Agora voltando ao desfile…

Peças em couro, shortinho, vestido e transparência: embala tudo e manda pra cá.

 

15 anos de Bobstore

E pra comemorar o feito nada melhor que um desfile em grande estilo regado a muitas peças de alfaiataria estreando sua coleção verão 2012.

Homenageando o estilista Yves Saint Laurent, a marca se inspirou no trabalho artesanal dos índios brasileiros.

Quem mais ai acha que a marca comemorou em altíssimo estilo?

É hoje!

Yes, hoje foi dada a largada para o início do São Paulo Fashion Week, que aliás ta comemorando 15 aninhos, ui debutando.

Fashion Rio: Segundo Dia

Antes de mais nada miiiil perdões pelo atraso do post, andei mega ocupada com umas coisas hoje e já vou normalizar as postagens.

Agora vamos ao que intereça.

Acquastudio: Com combinação como nude + dourado, cinza + cru + bege, cinza + prata e cinza + dourado que a marca abriu o segundo dia do Fashion Rio.

Focada apenas em vestidos de festa, apresentou mangas e estruturas arredondas e ousou ao calçar as modelos com sapatos masculinos.

Maria Bonita Extra: Com inspiração no balé, a Maria Bonita Extra fez uso de muito tule, warmers e sapatilhas de couro colorido (dando um ar mais pop ao look).

Coven: Com peças pesadas e referencias grunge a Coven fez uso também do tricô na maioria de suas peças e em algumas até imitando o jeans, essa foi a grande aposta da marca.

Giulia Borges:  inspirado no trabalho Hanpanda, da artista japonesa Nagi Noda, Giulia Borges apresentou vestidos com até duas estampas lado a lado e aplicações de pelúcia ora salpicadas pelas peças, ora apenas nas barras das saias.

Fashion Rio: Resumo de Terça

Melk Z-Da: As texturas e desenhos que lembram corais em branco, amarelo, laranja e azul fazem parte de uma cartela de cores leve, diferente das cores sóbrias que já costumamos ver durante o inverno.

Foi inspirado no arquipélago de Fernando de Noronha que o estilista Melk Z-Da mostrou sua coleção outono/inverno no Fashion Rio.

Patachou: Com a aposta nos paetês oversised, rendas (que também está presente no verão), transparências e devorês, a Patachou contou com a ajuda das texturas para completar peças sóbrias.

Alessa: Voltando ao tema do verão 2010 a Alessa apostou novamente em estampas culinárias, dessa vez com ilustrações de cupcakes, confete e jujuba, a coleção toda contou com peças fluidas, vestidos longos e camisetões, apostando também no uso de peles e paetês e contando com uma cartela bem sóbria com cores como o marrom, bordô e o clássico preto.

Filhas de Gaia: Mas o melhor mesmo veio com a Filhas de Gaia que fez uso de peças do guarda-roupa masculino mas sem perder a sensualidade com elementos como transparências e fendas.

E vocês, o que acharam até agora?